R R Noticias

segunda-feira, 30 de março de 2015

Crateras se formam na BR 429 entre Presidente Médici e Alvorada do Oeste


Duas crateras estão se formando na BR 429, entre Presidente Médici e Alvorada do Oeste, uma na altura da quarta onde a qualquer momento poderá deixar a BR 429 parcialmente interditada, já que existem rachaduras próximo ao meio da pista, e dependendo do volume de chuvas que cair no local, a pista pode não resistir e vir a ceder.

Uma segunda cratera está se formando logo à frente na sexta linha. Providencias devem serem tomadas pelas autoridades competentes, para que não aconteça algo semelhante ao que aconteceu recentemente na altura do quilômetro 540 da BR-364, em Ariquemes, onde uma cratera de seis metros de profundidade e dez metros de largura se formou no local.

Mais uma vez estamos cobrando, e esperamos que o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) tome providencias para que algo pior não venha a acontecer.






José Roberto Radialista

sábado, 14 de março de 2015

Rádio Rondônia FM de Presidente Médici, 19 anos de sucesso

Em comemoração aos seus 19 anos, a Rádio Rondônia vai realizar um Pit Stop na Praça Municipal no dia 18 de abril com show sertanejo e sorteio de brindes.


A Rádio Rondônia, 91,9 FM de Presidente Médici completa 19 anos nesta segunda feira, inaugurada no dia 16 de março de 1996, a Rádio Rondônia sempre prezou por uma programação de qualidade, contando sempre com profissionais preparados, levando a população da região central do estado músicas, informações e entretenimento.

Em comemoração aos seus 19 anos, a Rádio Rondônia vai realizar um Pit Stop na Praça Municipal no dia 18 de abril com show sertanejo e sorteio de brindes.

Durante esses 19 anos, grandes nomes do Rádio Rondoniense, passaram pela emissora.

Confira algumas imagens da inauguração da emissora no dia 16 de março de 1996:























José Roberto Radialista
Fotos: Arquivo Rádio Rondônia

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

35 toneladas de massa asfáltica estão estocadas e buracos tomam contas das ruas de Presidente Médici RO


Foi publicado no site da Prefeitura de Presidente Médici RO, no último dia 03 de junho de 2014, matéria intitulada: 

1°Carreta Carregada Com Massa Asfáltica Chegou; Operação Tapa-Buracos Começa Na Semana Que Vem



Já se passaram quase 06 meses, e os buracos tomam conta de nossa cidade e todo esse material, as 35 toneladas de massa asfáltica usinada a quente para aplicação a frio da asfaltec pav encontram-se estocadas na garagem municipal.

Massa asfáltica (CBUQ)

É uma massa usinada a quente em usinas tradicionais com CAP 50/70, modificado com exclusivo retardador de cura, para embalagem, estocagem e aplicação a frio, em manutenção emergencial preventiva de pavimentos asfalticos. Esse produto foi concebido com foco em alta tecnologia para agregar praticidade, economia e qualidade nos resultados.

IMPERMEABILIZAÇÃO: Dos agregados podendo o material ser aplicado com garantia, em buracos com água mesmo em dias de chuva.

RETARDO NO PROCESSO DE CURA: Que dá a condição de usinagem, embalagem, estocagem e aplicação a frio.

COMPACTAÇÃO: A compactação na manutenção preventiva em vias de movimento intenso pode ser feito pelo próprio trânsito, sendo que esse, quanto mais intenso e pesado mais rápida é a cura. Na manutenção corretiva deve-se proceder à compactação por placa vibratória ou Rolo de chapa.

• Usinando a quente com Cap 50/70 modificado;
• Não emulsionado;
• Total resistência à água;
• Não necessita de imprimação ou pintura de ligação;
• Melhor custo benefício;
• Redução total da perda de material na aplicação;
• Estocável por até 24 meses;
• A compactação é feita pelo próprio trânsito;
• Durabilidade superior ao CBUQ convencional;
• Pronto pra aplicação;


RENDIMENTO
3 a 4 sacos (75 a 100kg) por M² com 3 a 5 cm de espessura.


Com 35 toneladas de massa usinada a quente não se faz muita coisa, mais é possível com esse material fazer 350 metros quadrados de tapa buracos.

Aguardamos uma resposta.






José Roberto Radialista com informações asfaltec pav

sábado, 15 de novembro de 2014

Presidente Médici - Mulher é presa logo após matar aposentado de 90 anos de idade a golpes de facão

 Ao lado do corpo, os PM’s encontraram um facão, que foi utilizado para degolar o idoso.

Foto: comando190
O bárbaro crime aconteceu no final da tarde de ontem, sexta-feira (14), em uma residência, localizada na Rua Padre Adolfo, próximo a BR 364, no município de Presidente Médici. A Polícia Militar agiu rápido e conseguiu prender a homicida ainda no local.

Segundo a Polícia, uma vizinha observou que uma mulher estava brigando com o idoso, dentro da casa, e resolveu ir lá para ver o que estava acontecendo. Ao bater palmas, a mulher, identificada como Eliane Bobyk de Oliveira, de 21 anos, abriu a porta e gritou que havia matado o dono da casa e que era para chamar a polícia.

Rapidamente, uma Guarnição de Rádio Patrulha se deslocou para o local e, ao entrar na casa, se deparou com o corpo do aposentado Manoel Palmeira Neto, de 90 anos, caído, todo ensanguentado, já sem sinais vitais. Ao lado do corpo, os PM’s encontraram um facão, que foi utilizado para degolar o idoso.
Diante da triste cena, Eliane Bobyk recebeu voz de prisão e foi conduzida para a Delegacia, onde foi apresentado a autoridade policial de plantão.


Matou por causa de R$ 700 reais

Foto: comando190
De acordo com o depoimento da homicida, no último dia 28, o aposentado lhe emprestou o cartão para que a mesma realizasse uma compra. Então, ela sacou o benefício no valor de R$ 700,00 e se deslocou até a cidade de Ji-Paraná, onde gastou todo o dinheiro em um supermercado. Eliane ainda contou que no outro dia, o aposentado foi até a sua casa alegando que a mesma havia furtado o cartão. Neste dia, eles discutiram e Manoel saiu do local dizendo que iria voltar para receber o dinheiro.

Depois desta conversa, o aposentado foi até a Delegacia de Polícia e registrou uma ocorrência de Furto. Nesta ocorrência, Manoel Palmeira alega ter sido vítima de furto e acusa a Eliane de ser a autora. Ele ainda narrou que Eliane subtraiu o cartão e fez o saque no Banco Bradesco sem o seu consentimento.

Na sexta-feira, dia 14, Eliane foi até a casa do aposentado e mandou que ele retirasse a ocorrência. Diante da recusa, os dois começaram uma briga, onde Eliane apossou-se de um facão e degolou o seu desafeto. Depois, Eliane usou um par de luvas e tentou lavar a casa. Como não conseguiu limpar o sangue, juntou todos os documentos da vítima na intenção de atear fogo em tudo. Porém o plano macabro foi impedido pela Polícia Militar, que chegou rápido no local.  


comando190
 

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Nova doença transmitida pelo Aedes aegypti chega ao Brasil

Uma das preocupações das autoridades é que, devido ao grande número de criadouros do Aedes, a doença se instale no País.


A identificação de três casos de doença provocada por um vírus que jamais circulou no Brasil colocou o Ministério da Saúde em alerta. 

Sobretudo porque ela é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, o mesmo da dengue. 

A entrada do vírus da febre Chikungunya no País ocorre num momento em que o número de Aedes é elevado em diversos locais. E em que epidemia de dengue, no Rio e em outras cidades, não está descartada.

Segundo o ministério, de agosto a novembro três brasileiros - um carioca da Barra e dois moradores de São Paulo - tiveram a febre Chikungunya. Tida do que a dengue - devido à quantidade menor de casos fatais - a Chikungunya se caracteriza por febre alta e dores intensas nas articulações das mãos e pés, que podem se prolongar por até um ano, impossibilitando a pessoa de desenvolver sua rotina.
"Tivemos três casos importados. 

Tudo leva a crer que não houve transmissão no País. Todas as medidas de prevenção, como a busca de focos de mosquito nas proximidades das residências dos pacientes, aplicação de fumacê e rastreamento de novos casos foram feitas", afirmou o coordenador do Programa de Controle da Dengue do Ministério da Saúde, Giovanini Coelho.

Uma das preocupações das autoridades é que, devido ao grande número de criadouros do Aedes, a doença se instale no País. "A presença do mosquito nos deixa vulneráveis. Quanto menos Aedes nas casas e nos espaços urbanos, menor o risco. Não há vacina contra o Chikungunya".

Os dois homens - um carioca de 41 anos e outro paulista de 55 - voltaram da Indonésia contaminados. O morador do Rio tinha ido ao país asiático surfar. Uma mulher, também paulista, de 25 anos voltou da Índia. A notificação de casos ao ministério é obrigatória e imediata, em até 24 horas.

"Estamos intensificando a vigilância para detectar possíveis novos casos. Nos reunimos com diversas sociedades médicas para alertar. E pedimos que as pessoas que chegarem dos locais em que há transmissão do vírus e tiverem febre procurem hospitais. A auto-medicação não é indicada", afirma Giovanini.

Em fase de transmissão
Dois dos três pacientes que chegaram ao Brasil com a Chikungunya, um do Rio e um de São Paulo, estavam em fase de transmissão da doença. Ou seja, se fossem picados por um Aedes, eles contaminariam o inseto, que poderia infectar outras pessoas.

Os sintomas da doença aparecem de três a sete dias depois de o paciente ser picado pelo mosquito contaminado. Durante os primeiros cinco dias dos sintomas, se o paciente for picado pelo Aedes aegypti, ele transmite o vírus para o mosquito.

Confira o que fazer para evitar proliferação do mosquito
Caixas d'água
Devem ficar vedadas. Não devem ser cobertas por plástico ou calha porque esses materiais podem acumular água e servir de criadouros.

Calhas
Devem ficar limpas e sem pontos de acúmulo de água. Folhas secas precisam ser retiradas para que a água não fique retida.

Lajes e marquises
É importante manter o escoamento sempre desobstruído e sem depressões que possam causar o acúmulo de água.

Fossos de elevador
A recomendação é verificar uma vez por semana e bombear caso haja água acumulada.

Em casa e no trabalho
A tampa dos vasos sanitários deve ficar fechada. Em banheiros pouco usados, deve-se dar descarga ao menos uma vez por semana para evitar surgimento de focos.


As bandejas do ar-condicionado e da geladeira também precisam ser verificadas: alguns modelos acumulam água que pode virar foco do mosquito.

Não deixe água acumulada em pratinhos de planta. Coloque terra nos vasos.


O Dia / Foto Getty Images

Comentários via facebook

Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog

Adequação a Lei Orgânica do Município de Presidente Médici permitirá a administração contratar familiares para ocupar cargos de confiança. Na sua opinião os vereadores devem aprovar esse projeto?